Ortopedista especialista em tornozelo

Você sabia que a forma como você pisa pode ter um impacto significativo na saúde dos seus pés? A pisada supinada, também conhecida como pronada, é um dos tipos mais comuns de marcha, afetando muitas pessoas durante atividades como caminhadas e corridas.

Mas o que exatamente é essa pisada e por que devemos nos preocupar com ela? O amortecimento adequado é essencial para proteger o corpo humano durante essas atividades, ou seja, entender a sua pisada é fundamental para garantir o conforto e evitar lesões.

A pisada pronada ocorre quando o pé tende a inclinar-se para o lado interno ao caminhar ou correr. Isso significa que a força é distribuída principalmente no lado interno do pé, em vez de ser uniformemente distribuída entre toda a planta do pé.

Essa assimetria na distribuição da força pode levar a uma série de problemas nos pés e tornozelos, como falta de amortecimento adequado e lesões no metatarso. Além disso, outros fatores também podem influenciar na pisada pronada.

É importante entender os efeitos da pisada supinada na saúde dos pés de um atleta, pois isso pode ajudar a prevenir lesões futuras.

Quando se trata de corrida, estudos mostram que aproximadamente 85% dos corredores têm algum grau de supinação durante o movimento, ou seja, estão sujeitos a riscos maiores de lesões relacionadas à pisada supinada.

O amortecimento adequado é essencial para proteger o quadril e evitar possíveis danos.

Além disso, compreender os aspectos básicos do amortecimento e da tecnologia de calçados pode ajudá-lo a tomar medidas para tratá-la adequadamente.

Ao fazer ajustes adequados em sua técnica de corrida ou ao escolher calçados com amortecimento adequado na parte interna, você pode minimizar os impactos negativos dessa condição.

Neste texto, feito pela equipe editorial do especialista em pés, Dr. Bruno Air, vamos explorar em detalhes o que é importante saber sobre a pisada supinada e como ela pode afetar a saúde dos pés.

Descubra mais sobre os efeitos do amortecimento inadequado e como tratar esse tipo de pisada. Então, você está pronto para aprender sobre a pisada supinada?

Tópicos

O que é a pisada supinada

Definição da pisada supinada

A pisada supinada é um tipo de padrão de movimento dos pés durante a caminhada ou corrida. Ela está caracterizada pelo apoio excessivo na parte externa do pé, principalmente no calcanhar e dedos mínimos.

Quando você tem esse tipo de pisada, você tende a distribuir o peso do corpo de forma desigual ao caminhar ou correr. O amortecimento adequado é essencial para evitar lesões. Já identificou qual é o seu tipo de pisada?

Características da pisada supinadas

Existem algumas características específicas que podem indicar se você tem uma pisada supinada. Essas características incluem se você está colocando mais peso na parte externa do pé e se não se está distribuindo o peso de forma uniforme ao caminhar ou correr.

  • Desgaste irregular nos calçados da corrida: os tênis geralmente apresentam maior desgaste na parte externa do solado quando você está com a pisada neutra.
  • Rotação externa do tornozelo: durante a caminhada ou corrida, o tornozelo tende a se inclinar para fora.
  • Falta de absorção de impacto: pessoas com pisada supinada podem ter dificuldade em absorver o impacto causado pelo contato do pé com o solo.

Como ocorre o movimento de pronação na pisada supinadas

Na pisada supinada, ocorre uma menor pronação durante o movimento. A pronação é um processo natural que acontece quando o pé faz contato com o solo e se adapta às irregularidades do terreno.

Durante essa fase, o pé rola levemente para dentro, distribuindo melhor as forças e amortecendo os impactos.

No entanto, na pisada supinada, há uma menor rotação interna do pé. Isso faz com que as forças não sejam distribuídas adequadamente e resultem em maior impacto nos pontos de contato do pé com o solo.

Diferenças entre os tipos de passadas: neutra, pronadora e supinadora

Existem três tipos principais de passadas: neutra, pronadora e supinadora. Cada tipo possui características específicas que influenciam a forma como o pé se movimenta durante a caminhada ou corrida.

  • Passada neutra: nesse tipo de pisada, há uma distribuição equilibrada do peso ao longo da planta do pé. O desgaste dos calçados é uniforme e não há rotação excessiva do tornozelo.
  • Passada pronadora: caracterizada pelo apoio excessivo na parte interna do pé, esse tipo de pisada pode levar a problemas como joelho valgo e dor no arco plantar. O desgaste dos calçados ocorre principalmente na parte interna.
  • Passada supinadora: como já mencionado anteriormente, esse tipo de pisada apresenta apoio excessivo na parte externa do pé. O desgaste dos calçados ocorre principalmente na parte externa.

Impacto da pisadoa supinda no corpo

A pisada supinada, também chamada de subpronação, refere-se ao movimento em que o pé rola para fora durante o ciclo da marcha, concentrando o peso no lado externo do pé e no dedo mindinho.

Embora possa parecer um pequeno desvio na mecânica do pé, a pisada supinada pode ter implicações significativas no corpo:

  1. Tensão Excessiva no Lado Externo do Pé: Devido ao rolamento para fora, há uma pressão adicional na borda externa do pé, aumentando o risco de entorses e lesões no ligamento lateral do tornozelo.
  2. Lesões Musculares e Tendíneas: A pisada supinada pode causar tensão nos músculos e tendões laterais da perna. Isso pode levar a condições como a tendinite peroneal.
  3. Desalinhamento do Corpo: O movimento anormal do pé pode levar ao desalinhamento do tornozelo, joelho e quadril. A longo prazo, isso pode causar problemas em toda a cadeia cinética, incluindo dor lombar e problemas de postura.
  4. Desgaste Desigual dos Sapatos: Quem possui pisada supinada frequentemente notará um desgaste acentuado na borda externa de seus sapatos, o que, além de comprometer o suporte, pode aumentar o risco de lesões ao correr ou caminhar.
  5. Risco Aumentado para Corredores: Atletas e corredores com pisada supinada podem experimentar uma eficiência de corrida reduzida e têm maior probabilidade de sofrer impactos e lesões nos joelhos e quadris.

Como identificar a pisada supinada

Sinais físicos da pisadapadinha

Quando se trata de identificar a pisada supinada, existem alguns sinais físicos que podem ser observados. Um dos principais indicadores é o desgaste irregular do tênis.

Se você perceber que a parte externa da sola está mais gasta do que a interna, isso pode ser um sinal de pisada supinada.

Além disso, ao analisar seus calçados antigos, observe se há desgaste excessivo na região do calcanhar e no lado externo da sola. Esses sinais podem confirmar ainda mais a presença da pisada supinada.

Outro aspecto importante é observar sua postura durante a caminhada ou corrida. Se você notar que tende a apoiar mais o peso sobre a parte externa dos pés, isso também pode indicar uma pisada supinada.

Testes para identificar se você tem uma pisa padinha

Existem alguns testes simples que você pode fazer em casa para identificar se possui uma pisada supinada.

Um deles é o teste da pegada molhada. Basta molhar os pés e caminhar sobre uma superfície onde seja possível deixar marcas dos pés molhados, como um papelão ou folha de jornal.

Ao analisar as marcas deixadas pelos seus pés, observe se há um espaço maior entre o arco do pé e o restante da pegada. Se essa lacuna for evidente, é provável que você tenha uma pisada supinada.

Outro teste útil é o teste do joelho valgo. Para realizá-lo, fique em pé na frente de um espelho e flexione levemente os joelhos. Observe se seus joelhos caem para dentro. Se isso acontecer, pode ser um indicativo de pisada supinada.

Observação do desgaste do tênis como forma de identificação

Como mencionado anteriormente, a observação do desgaste do tênis é uma forma eficaz de identificar a pisada supinada. Ao analisar o desgaste da sola, você poderá verificar se há um padrão irregular ou excessivo na parte externa.

Além disso, observe se o calçado apresenta maior desgaste no calcanhar e na região externa da sola. Esses sinais são indicativos da sobrecarga que ocorre nesses pontos específicos durante a caminhada ou corrida.

A análise do desgaste dos tênis ao longo do tempo também pode ajudar a monitorar possíveis alterações na pisada e auxiliar no ajuste das palmilhas ou escolha de calçados mais adequados para corrigir o problema.

Possíveis lesões causadas pela pisada supinada

A pisada supinada é um tipo de pisada caracterizada pelo apoio excessivo na parte externa do pé durante a caminhada ou corrida.

Essa condição pode resultar em uma série de lesões e problemas para quem a possui, afetando principalmente o calcanhar, tornozelo, joelhos e até mesmo os músculos envolvidos no movimento.

Principais lesões associadas à pisa padinha

Quando se fala em pisada supinada, algumas lesões são mais frequentes do que outras. Uma das principais é a fascite plantar, que ocorre quando a faixa espessa de tecido que liga o calcanhar aos dedos, chamada fáscia plantar, fica inflamada.

Essa inflamação causa dor intensa no calcanhar e pode dificultar atividades simples como caminhar.

Outra lesão frequente é a tendinite do calcâneo, também conhecida como tendinite aquileana. Nesse caso, o tendão que conecta os músculos da panturrilha ao osso do calcanhar fica inflamado, causando dor e desconforto na região.

Dor no calcanhar e tornozelo relacionados à pisa padinha

A dor no calcanhar é um dos sintomas mais comuns em pessoas com pisada supinada. Isso ocorre porque o impacto da pisada acaba sendo absorvido principalmente por essa região do pé.

O uso inadequado dos amortecimentos naturais do corpo pode levar ao desenvolvimento de esporão de calcâneo, uma proeminência óssea que causa dor aguda ao andar ou correr.

Além disso, a pisada supinada também pode sobrecarregar o tornozelo. O desalinhamento natural do pé faz com que o peso do corpo não seja distribuído de maneira uniforme, colocando mais pressão na parte externa do tornozelo.

Com o tempo, isso pode levar ao desenvolvimento de tendinites e até mesmo entorses frequentes nessa região.

Entorses frequentes em pessoas com pisa padinha

As entorses são outro problema comum em pessoas com pisada supinada. Devido à falta de estabilidade proporcionada pela forma de caminhar ou correr, os ligamentos que sustentam as articulações ficam mais vulneráveis a torções e lesões.

Isso significa que aqueles que possuem essa condição estão mais propensos a sofrerem entorses no tornozelo e até mesmo nos joelhos.

Sobrecarga nos joelhos causados por essa condição

A pisada supinada também pode causar sobrecarga nos joelhos, especialmente no lado externo. Quando a pessoa realiza movimentos repetitivos com essa forma de caminhar ou correr, acaba gerando um desequilíbrio nas forças exercidas sobre as articulações dos joelhos.

Tratamento para a pisada supinada

A pisada supinada é uma condição que afeta muitas pessoas, causando desconforto e até mesmo lesões. Felizmente, existem várias opções de tratamento disponíveis para corrigir essa pisada e aliviar os sintomas associados a ela.

Fisioterapia como opção terapêutica para correção da pisada supinada

A fisioterapia desempenha um papel fundamental no tratamento da pisada supinada. Os fisioterapeutas são especialistas em movimento e podem ajudar os pacientes a corrigir sua forma de caminhar e distribuir o peso adequadamente nos pés.

Eles trabalham em conjunto com os pacientes, realizando exercícios específicos para fortalecer os músculos do pé e tornozelo, além de alongamentos que visam melhorar a flexibilidade.

Durante as sessões de fisioterapia, o paciente aprenderá técnicas para melhorar seu equilíbrio e estabilidade durante a caminhada.

Além disso, o fisioterapeuta pode recomendar o uso de palmilhas ortopédicas personalizadas para ajudar a alinhar a pisada corretamente.

Essas palmilhas são projetadas sob medida para cada paciente, levando em consideração suas necessidades individuais.

Uso de palmilhas ortopédicas para alinhar a pisada

As palmilhas ortopédicas são uma opção popular no tratamento da pisada supinada. Elas são feitas sob medida para se encaixarem perfeitamente nos sapatos do paciente e ajudam a corrigir a postura dos pés durante a caminhada.

Essas palmilhas são projetadas para fornecer suporte e estabilidade adicionais, além de distribuir uniformemente o peso nos pés.

Ao usar as palmilhas ortopédicas de forma correta, o paciente experimentará uma melhora significativa na distribuição da pressão nos pés, reduzindo assim a carga excessiva em certas áreas, como o metatarso. Isso ajudará a prevenir lesões e aliviará os sintomas associados à pisada supinada.

Exercícios específicos para fortalecer os músculos do pé e tornozelo

Além da fisioterapia, exercícios específicos podem ser realizados para fortalecer os músculos do pé e tornozelo.

Esses exercícios visam melhorar a estabilidade e o equilíbrio, além de fortalecer os músculos que são responsáveis pela correta distribuição do peso durante a caminhada.

Existem vários tipos de exercícios que podem ser recomendados por um especialista em tratamento da pisada supinada.

Tênis adequados para a pisada supinada

Se você é um atleta com pisada supinada, sabe como é importante escolher o calçado certo para evitar lesões e melhorar seu desempenho.

Afinal, cada tipo de pisada tem suas próprias características e necessidades específicas. Neste artigo, vamos falar sobre os tênis ideais para quem tem pisa padinha e dar algumas dicas valiosas na hora da escolha.

Características dos tênis ideais para quem tem pisa padinha

Quando se trata de encontrar o calçado ideal para uma pisada supinada, existem algumas características-chave que você deve procurar.

O primeiro ponto importante é o amortecimento. Os tênis com bom amortecimento ajudam a absorver o impacto do contato com o solo, reduzindo assim o estresse nas articulações.

Outro fator crucial é a estabilidade. Os tênis adequados para a pisada supinada devem proporcionar suporte lateral ao pé, evitando que ele role excessivamente para fora durante a corrida. Isso ajuda a manter uma postura correta e minimiza os riscos de torções e lesões.

Marcas que oferecem opções de tênis específicos para pisa padinha

Felizmente, muitas marcas reconhecidas no mercado oferecem modelos de tênis específicos para atletas com pisadas supinadas.

Entre elas estão Nike, Adidas, Mizuno e Asics. Essas marcas investem em tecnologias avançadas de amortecimento e estabilidade em seus calçados esportivos.

A Nike, por exemplo, possui uma linha chamada “Nike Air Zoom Structure”, que é especialmente projetada para corredores com pisada supinada.

Os tênis dessa linha oferecem um suporte extra no arco do pé, proporcionando maior estabilidade durante a corrida.

Diferenças entre tênis neutros, pronadores e supinadores

É importante entender as diferenças entre os tipos de tênis disponíveis no mercado para escolher o mais adequado para sua pisada. Existem três categorias principais: neutros, pronadores e supinadores.

Os tênis neutros são indicados para atletas com pisadas consideradas normais, ou seja, quando o pé não tem uma tendência a rolar excessivamente para dentro (pronada) ou para fora (supinada). Esses calçados oferecem amortecimento equilibrado e são ideais para quem busca conforto e flexibilidade.

Já os tênis pronadores são recomendados para atletas com pisadas pronadas, ou seja, quando o pé tende a rolar excessivamente para dentro durante a corrida. Esses modelos possuem reforço na parte interna do calcanhar e ajudam a corrigir essa rotação excessiva.

Por fim, os tênis supinadores são projetados especificamente para atletas com pisadas supinadas, de forma a proporcionar o suporte necessário.

Benefícios do convênio médico na pisada supinada

Se você sofre com a pisada supinada, sabe o quanto essa condição pode afetar sua qualidade de vida e bem-estar.

Felizmente, contar com um convênio médico pode trazer uma série de benefícios para ajudar no tratamento dessa condição.

Consultas com especialistas em biomecânica

Uma das grandes vantagens de ter um convênio médico é a cobertura de consultas com especialistas em biomecânica.

Esses profissionais são essenciais para analisar a forma como você pisa e identificar possíveis desequilíbrios ou problemas na sua pisada.

Com o convênio, você terá acesso facilitado a esses especialistas, podendo marcar consultas e receber orientações específicas para corrigir sua pisada supinada.

Reembolso dos tratamentos fisioterapêuticos

Outro benefício importante do convênio médico é o reembolso parcial ou total dos tratamentos fisioterapêuticos.

A fisioterapia desempenha um papel fundamental no tratamento da pisada supinada, ajudando a fortalecer os músculos envolvidos na caminhada e corrigir possíveis desvios posturais.

Com o convênio, você poderá realizar sessões de fisioterapia regularmente sem se preocupar com os altos custos desses tratamentos.

Exames complementares sem custo adicional

Além disso, ao contar com um convênio médico, você terá a possibilidade de realizar exames complementares sem custo adicional.

Esses exames são fundamentais para avaliar com precisão a condição da sua pisada e identificar possíveis lesões ou problemas estruturais.

Com o convênio, você poderá realizar esses exames de forma mais acessível, garantindo um diagnóstico preciso e um tratamento adequado para a pisada supinada.

Acesso facilitado a cirurgias corretivas

Em casos mais graves de pisada supinada, pode ser necessário recorrer a cirurgias corretivas. Nesses casos, contar com um convênio médico é extremamente vantajoso, pois oferece acesso facilitado a esse tipo de procedimento.

As cirurgias corretivas podem ajudar a alinhar os ossos e articulações do pé, proporcionando uma melhora significativa na pisada supinada. Ter um convênio médico garante que você não precise esperar por longos períodos para realizar essa intervenção cirúrgica.

Conclusão: importância de tratar a pisada supinada

A pisada supinada é um problema comum que afeta muitas pessoas. Identificar corretamente esse tipo de pisada é fundamental para evitar possíveis lesões e desconfortos durante a prática de atividades físicas.

Ao longo deste artigo, discutimos o que é a pisada supinada, como identificá-la e quais são as possíveis lesões causadas por essa condição. Também abordamos o tratamento adequado para corrigir a pisada supinada, destacando a importância de utilizar tênis adequados.

É fundamental ressaltar os benefícios do convênio médico na abordagem da pisada supinada. Com um plano de saúde adequado, você terá acesso a profissionais especializados que poderão avaliar sua condição e indicar o tratamento mais adequado para o seu caso.

Em resumo, tratar a pisada supinada é essencial para garantir maior conforto e segurança durante suas atividades físicas. Não deixe de procurar um especialista na área para obter orientações personalizadas sobre como lidar com esse problema.

FAQs

Quais são os principais sintomas da pisada supinada?

Os principais sintomas da pisada supinada incluem dor no calcanhar, tornozelo ou joelho após atividades físicas, desgaste irregular dos calçados e dificuldade em manter uma postura estável ao caminhar ou correr.

Existe algum teste simples para identificar se tenho pisada supinada?

Sim, existe um teste simples que você pode fazer em casa para identificar se possui pisada supinada. Basta observar o desgaste dos calçados, verificar se há um maior desgaste na parte externa da sola. No entanto, é sempre recomendado buscar a avaliação de um profissional especializado para uma análise mais precisa.

Quais são os possíveis tratamentos para a pisada supinada?

Os tratamentos para a pisada supinada podem incluir o uso de palmilhas ortopédicas sob medida, exercícios de fortalecimento e alongamento, além da escolha adequada de tênis específicos para esse tipo de pisada.

É possível corrigir a pisada supinada?

Embora seja difícil corrigir completamente a pisada supinada, é possível minimizar seus efeitos negativos por meio do uso de palmilhas ortopédicas e tênis adequados, além da prática regular de exercícios para fortalecer os músculos envolvidos na marcha.

Quais são as melhores marcas de tênis para quem tem pisada supinada?

Existem diversas marcas que oferecem modelos específicos para pessoas com pisada supinada, como Nike, Asics e Mizuno. É importante experimentar diferentes modelos e consultar um especialista para encontrar o calçado mais adequado ao seu tipo de pé.

O convênio médico cobre o tratamento da pisada supinada?

A cobertura do tratamento da pisada supinada pode variar de acordo com cada convênio médico. É importante verificar junto à operadora do plano quais são os procedimentos e serviços cobertos pelo seu plano antes de iniciar qualquer tratamento relacionado à pisada supinada.

Avatar

Ortopedista especialista em Pé e Tornozelo, graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais (2009-2011). Especialização em Cirurgia do Pé e Tornozelo pela Universidade Federal de Goiás. Estágio em Pé e Tornozelo – Massachussets General Hospital Harvad University (2017).